Página Inicial / Resenha e Crítica / Crítica - Quadrinhos / [Crítica] Guardians of the Galaxy & X-Men – The Black Vortex Alpha #01

[Crítica] Guardians of the Galaxy & X-Men – The Black Vortex Alpha #01

Cruzar Guardiões da Galáxia com X-Men provou ser uma das melhores ideias da Marvel, em muito tempo. 

As Guerras Secretas se aproximam, mas a Marvel não dá sinais de que pretende parar com suas publicações e o faz inserindo novas sagas, dessa vez unindo duas equipes importantes para seu universo mainstream, X-Men e os novatos, mas nem tanto, Guardiões da Galáxia.

Um padrão que vem sendo adotado pela Casa das Ideias em sua linha editorial é o aumento gradual da importância dos heróis representados no universo cinematográfico da Marvel, o MCU. Enquanto os X-Men, equipe mais rentável da editora continuar com seus direitos restritos ao uso e desuso da Fox, o esperado é que outras equipes acabem ganhando mais destaque. Inumanos e Guardiões da Galáxia estão, lentamente, recebendo mais luz do holofote principal da Big M.

Logo, colocar junto os mutantes com os mercenários espaciais é uma jogada certeira, a ser feita antes do evento que irá redefinir as regras do 616, o mundo principal da Marvel. A promessa é que o Ultimate acabe encerrando, garantindo uma concentração dos personagens em números que não confundam as pessoas que dividem seu interesse entre filmes e quadrinhos. É preciso simplificar e qualquer um consegue visualizar este caminho.

Black Vortex tem como principal foco fazer esse paralelo entre uma equipe que funciona e dá dinheiro e outra que está bebendo da fonte que foi a produção cinematográfica. Verdade seja dita, Guardiões nunca foram um grupo realmente de destaque, ao lado de tantos outros, Starlord e Rocket figuraram entre o lado B por muito tempo. Ter como apoio Kitty Pride (que agora namora o Starlord) foi uma jogada de mestre. Afinal, qual forma mais fácil de cair no gosto do público do que se aliando a um dos times mais amados pelos fãs?

Celestials

Se a vontade é conquistar novos leitores e ao mesmo tempo deixar a história cada vez mais próxima do MCU, a missão está sendo executada com primazia. Os próprios Celestiais que ganharam destaque em Guardiões da Galáxia aparecem em Black Vortex para aguçar mais ainda o apetite voraz dos leitores. Seu papel ainda é misterioso, como de praxe. Um dos gigantes, o mesmo (?) que deu as caras no filme destruindo uma civilização AND um mundo, aqui concede a benção do espelho transformador, aparentemente a prisão de alguma criatura mística. Vale lembrar que os Celestiais foram responsáveis pela criação de várias outras raças importantes e poderosas do universo Marvel, como os Eternos, os Deviants e os próprios Super-Humanos.

Mas não se engane, a diversão fica mesmo ao lado das interações entre os personagens diversos dos dois times. Apesar do nome X-Men estar na capa, são os All New que realmente merecem destaque, e sim, estou me referindo ao time clássico de mutantes que desde os eventos de Batalha do Átomo permanece no presente, sem muito interesse em retornar ao passado, para o terror do Fera.

Kitty e Starlord são aquele casal para derreter corações. Eu ainda prefiro a nossa Lince Negra com o Colossus, mas quem não gostaria de um homem alto, extremamente forte e que pode se transformar em ferro inquebrável (leia duro)? Porém, fica bem na cara que os dois existem e funcionam para que ela, empurre aos leitores e leitoras, uma imagem menos rebelde do bandido e herdeiro de Spartax, mesmo caso do Peter Quill dos cinemas, bem menos mulherengo e mais amável.

Guardians of the Galaxy & X-Men - The Black Vortex Alpha 001-027

Deixe de lado o romance e foque nos diálogos entre Homem de Gelo e…. bom, todo mundo. Não me canso de amar a equipe clássica dos mutantes interagindo com tantos personagens diferentes, só temos a ganhar. E se no momento tudo a respeito do espelho mágico é quase nada, pelo menos temos mutantes e mercenários trabalhando lado a lado. Para um primeiro número, estou satisfeito. Agora só resta saber se a Marvel conseguirá fazer deste pequeno evento algo memorável. Ou se no final, tudo acabará como uma tentativa frustrada de trazer para os bons olhos dos leitores (e estou falando dos bolsos), uma nova e rentável equipe.

Ah, o final também ajuda bastante!

Guia

Não se esqueça de comentar. Seu comentário é o combustível para que nosso trabalho nunca acabe. Até a próxima, guys!

Cruzar Guardiões da Galáxia com X-Men provou ser uma das melhores ideias da Marvel, em muito tempo.  As Guerras Secretas se aproximam, mas a Marvel não dá sinais de que pretende parar com suas publicações e o faz inserindo novas sagas, dessa vez unindo duas equipes importantes para seu universo mainstream, X-Men e os novatos, mas nem tanto, Guardiões da Galáxia. Um padrão que vem sendo adotado pela Casa das Ideias em sua linha editorial é o aumento gradual da importância dos heróis representados no universo cinematográfico da Marvel, o MCU. Enquanto os X-Men, equipe mais rentável da editora continuar…

Guardiões da Galáxia & X-Men

#1 - Alpha

Nota

Deixe de lado o romance e foque nos diálogos entre Homem de Gelo e.... bom, todo mundo. Não me canso de amar a equipe clássica dos mutantes interagindo com tantos personagens diferentes, só temos a ganhar.

User Rating: Be the first one !

Sobre Diego Antunes

Fundador do site, também colabora com postagens para o Série Maníacos com reviews de séries. Nutre um amor incondicional pela Marvel e é leitor ferrenho dos quadrinhos da casa das idéias desde os 12 anos de idade.

Veja Também

Crítica|Inumanos – Primeira Temporada

A produção que havia sido anunciada como filme, chegou a telinha – e telona, com …