Página Inicial / Especial / [Especial] Velocistas da DC Comics (Parte 2)

[Especial] Velocistas da DC Comics (Parte 2)

Existem vários velocistas no universo DC, aqui está a segunda parte do nosso especial. 

Se você perdeu a primeira parte da nossa postagem, você pode conferir clicando AQUI.

MaxMercurio

O rei da velocidade – Max Mercúrio

Junto com Jay Garrick, surgiu também o velocista Mercúrio, pela editora Quality. Seu nome é Max Crandall. O personagem na época não fez muito sucesso e por isso desapareceu por várias décadas. No entanto, nos anos 90, a DC decidiu ressucitá-lo, mas teve que mudar seu nome, pois a Marvel já detinha o direito do nome Mercúrio.

Max Mercúrio era um mensageiro de um Forte na década de 30 e amigo de um apache da tribo indígena local. A tribo seria massacrada pelos colonizadores e a única chance de Max ajudá-los veio quando o xamã da tribo lhe concedeu acesso à força além da velocidade da luz. Assim ele se tornou o “Vento Veloz”, protetor dos indígenas. Devido a uma anomalia no tempo gerada em uma batalha, Max foi lançado no futuro, onde encontrou Wally West. Foi Max quem descobriu a existência da Força de Aceleração antes mesmo dos outros velocistas. Max, devido à idade e experiência, se torna “mestre” de Wally West e Bart Allen, ajudando-os aprimorarem suas habilidades. Max Mercúrio também foi o primeiro a ressuscitar, através da Força da Aceleração, voltando ao mundo dos vivos.

JohnnyQuick

Johnny Quick

Outro velocista que apareceu na Era de Ouro dos quadrinhos foi Johnny Quick. Criado em 1941, o alter ego de Johnny Chambers, era um estudante estagiário de um gênio da Matemática, que adquire o poder de super velocidade e vôo após pronunciar uma fórmula geométrica descoberta pelo seu professor (!?). Participou de algumas histórias da Sociedade da Justiça e de Max Mercúrio.

Quando chegou aqui no Brasil Johnny ganhou o nome de João Raio (!), mas atualmente nas HQs atende pelo nome original americano. Esse herói também não fez muito sucesso na época, mas foi ressuscitado pela poderosa DC para integrar o time de velocistas da editora. A explicação dos autores foi que com seu poder jovem não envelhecia e por isso ainda tinha a mesma aparência da década de 40.

Johnny Quick teve uma filha durante suas histórias e ensinou para a pequena a fórmula que concedia o poder de correr em alta velocidade. Ele esperava que ela se tornasse uma heroína e utilizasse este poder para proteger o mundo. No entanto ela, Jesse Chambers, gostava apenas de pesquisar as histórias dos heróis do passado.

Johnny foi um dos heróis a enfrentar o vilão Extemporâneo, na saga Zero-Hora, mas com a batalha acabou envelhecendo e por isso se aposentou. Johnny morre em uma batalha contra o vilão Salvitar para proteger sua filha, que já havia se tornado Jesse Quick.

Nos Novos 52 (pra variar), Johnny Quick é o nome do vilão velocista Relâmpago da Terra 3. Esse é o mesmo vilão que aparece na animação Liga da Justiça: Crise em Duas Terras.

ImpulsoBartAllen

O prodígio tagarela – Bart Allen

Criado em 1994, por Mark Waid (que foi o autor responsável por transformar Flash em um dos heróis mais memoráveis da DC).

Barry morre no século XXXI e seus dois filhos são assassinados pelo professor Zoom do futuro. Porém a filha de Barry teve um filho, Bart Allen. Bart possui um metabolismo acelerado que o fazia envelhecer rapidamente, sendo que em poucos meses já aparentava um adolescente. Isso poderia mata-lo, por isso Iris decide leva-lo para o passado, para que aprendesse a controlar seus poderes.

Na época, Wally West já era o Flash e este fica responsável, junto com Jay Garrick e Max Mercúrio, em treinar e educar o velocista prodígio.

Bart possui poderes que superam todos os seus antecessores, como vibrar tão rápido a ponto de atravessar qualquer superfície, absorver a velocidade dos outros velocistas e absorve informações e conhecimento na velocidade da luz.

No entanto, Bart envelheceu rápido de mais e por isso age como uma criança, muitas vezes sendo imprudente e irresponsável. Por isso, muitas vezes acaba sendo mais imaturo que seus colegas de equipe.

Ele adota o nome de Impulso e integra a equipe Justiça Jovem, ao lado de Robin (Tim Drake) e Superboy (Kon-El). Mais tarde entra para os Novos Titãs, mas com a identidade de Kid Flash.

JesseQuick_LibertyBelle

Jesse Quick

Apareceu pela primeira vez em 1992, e criada por Len Strazewski e Mike Parobeck.

Jesse Chambers é filha de Johnny Quick e Liberty Belle (uma heroína da Era de Ouro, que tinha poder de super força). Jesse estudava na Universidade de Gotham e adorava pesquisar sobre antigos heróis, mais especificamente os da Sociedade da Justiça, equipe que seus pais integraram.

Johhny ensinou sua fórmula da velocidade para Jesse, que assim adquiriu o poder de super velocidade. Jesse também já havia herdado o poder de super força de sua mãe, mas nunca quis seguir a carreira dos pais. Até o dia em que conheceu a Sociedade da Justiça América e assim sentiu-se motivada em se tornar uma heroína.

Jesse assume a identidade de Jesse Quick, mas após a saga Crise Infinita, adota o nome de Liberty Belle, em homenagem a sua mãe.

Velocistas2

Bom, esse foi um resumo da história destes velozes heróis. Com o sucesso da série The Flash, possivelmente veremos alguns deles ajudando Barry Allen na luta contra o mal.

 

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana.
Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Evento | Ressaca Friends 2017

Nos dias 16 e 17 de dezembro acontece a 14ª edição do Ressaca Friends, o …

  • João Vitor Lima

    “Porém a filha de Barry teve um filho, Bart Allen.”
    Que eu saiba, foi O FILHO de Barry, o Don Allen, que ficou junto da Meloni Thawne e teve o Bart…

    • Michel Furquim

      Verdade João. Bart é filho do Don. Obrigado por corrigir! Abraço!