Página Inicial / Diários de um Nerd / [Diários de um Nerd] A nova “Homem” de Ferro e a representatividade no mundo nerd

[Diários de um Nerd] A nova “Homem” de Ferro e a representatividade no mundo nerd

Que bela época para ser nerd não é mesmo?

Principalmente nos últimos anos, onde as minorias começaram a receber mais destaque. A Marvel já vem percebendo a importância de mostrar diversidade e até o momento tem feito isso muito bem.

Em uma entrevista para a revista Times, o roteirista Brian Michael Bendis revelou que após os eventos de Guerra Civil II, Riri Williams vai assumir o posto do Homem de Ferro. Riri é uma adolescente negra, de quinze anos, estudante do M.I.T., super inteligente, construiu sua própria armadura no quarto da faculdade e já foi apresentada em uma edição anterior dos quadrinhos (Invincible Iron Man #9). Brian também explicou de onde surgiu a sua inspiração para a nova personagem:

“Uma das coisas que ficou na minha cabeça quando eu estava trabalhando em Chicago há uns dois anos, em um programa de TV que acabou não indo ao ar, foi quanto caos e violência há por lá. E a história dessa jovem brilhante, cuja vida foi marcada por tragédias que poderiam ter facilmente acabado com sua vida — nada mais que violência de rua aleatória — e conseguiu ir para a faculdade me inspirou muito. Achei que essa seria a versão mais moderna de um super-herói ou super-heroína que eu já tinha ouvido. Eu guardei essa ideia por um tempo até que eu tivesse o personagem certo e o lugar certo.

Como estamos, lentamente e, espero, muito organicamente, adicionando esses novos personagens ao Universo Marvel, parecia natural que esse tipo de violência inspiraria uma jovem heroína a se erguer e tomar uma atitude. Para mim era muito empolgante o conceito de que ela utilizaria sua sagacidade científica, suas habilidades naturais, que ainda estão em estado bruto mas tão além das que Tony Stark tinha naquela idade.”

Eu já havia comentado anteriormente sobre a importância da representatividade nos quadrinhos em minha critica sobre o Miles Morales – O Homem-Aranha Ultimate e inclusive disse no final do texto:

“Você, homem branco, cis e heterossexual talvez não perceba a importância desse personagem por que você já tem Steven Rogers, Tony Stark, Matthew Murdock, Thor e toda uma linha de heróis que te representam nas principais historias da Marvel, portanto ter um herói como Miles Morales entre os Supremos é um ganho e tanto, mas nós ainda queremos mais.”

E a Marvel está nos dando mais, mas quando ocorre esse tipo de mudança, como a da Riri, sempre tem aquela galera saudosista que fica indignada quando as editoras fazem essas alterações, inclusive algo que eles adoram dizer é que essas mudanças não devem ocorrer e que se editoras como a Marvel querem mostrar diversidade elas que criem novos heróis, mas dai eu te pergunto: Qual seria o impacto que esses novos heróis teriam?

Riri Iron

Fazer essas alterações em personagens clássicos como o Homem Aranha, Thor e Homem de Ferro não só trás a tona uma serie de discussões importantes, como faz com que essas minorias se sintam representadas por aqueles grandes heróis que eles também acompanharam durante a sua infância. Eu, por exemplo, apesar de não acompanhar religiosamente os quadrinhos do Homem Aranha, por que não tinha como gastar dinheiro com isso na adolescência, sempre gostei do personagem, acompanhei suas historias quando possível, ria e me emocionava com as suas aventuras, mas ainda faltava algo. Tudo mudou com o Miles Morales, a sua historia fez com que eu me identificasse e criasse uma empatia ainda maior do que a que eu tinha com o grande ícone que é o Homem Aranha e a partir daquele momento, mesmo já adulto, eu consegui finalmente me ver no personagem.

A maioria das alterações que ocorreram representaram principalmente as mulheres brancas e que se encaixavam dentro de um padrão que já é mais fácil de aceitar como, por exemplo, A Thor e A Lanterna Verde. E se eu que sou homem e negro já fiquei super feliz em ver uma mulher negra como sucessora do Homem de Ferro, imagina o quão magnifico deve ser para as mulheres e adolescentes negras verem estampadas na capa de uma revista em quadrinhos uma personagem que realmente as representa? Isso sem contar o cabelo dela que foge daquele padrão sempre liso e chapado. Ela mantem o seu cabelo natural e para você isso pode parecer pouco, mas para as meninas que sofrem bullying e que são duramente criticadas pela sociedade por manterem seus cabelos cacheados e não “chapados”, essa também deve ser uma grande vitória.

Claro que esses são apenas os primeiros passos. É muito interessante ver essa evolução ocorrendo nos quadrinhos, só que eu quero mais personagens negros, quero mais personagens mulheres e principalmente, quero ver mais personagens gays por que eu não me contento só com o Homem de Gelo, com o Wiccano e o Hulking, ou com o Meia Noite. Eles de certa forma ainda estão dentro de um certo padrão estético e um pouco mais aceito pelo publico em geral. É a mesma coisa que aconteceu com o Homem Aranha, eu gosto dos personagens e me identifico com alguns aspectos, mas ainda assim, não me vejo neles.

E como o mundo dos heróis não se resume apenas aos quadrinhos eu espero ver toda essa evolução no cinema também, afinal, até o momento no Universo Marvel dos Cinemas um dos personagens mais significativos que nós tivemos nos últimos tempos foi o Pantera Negra, mas eu entendo que todas essas mudanças não ocorrem de um dia para o outro, ainda vai levar muito tempo para que essas mudanças ocorram, mas fico feliz em ver que os primeiros passos já estão sendo dados.

Sobre Angresson da Silva

Nascido em 88, ariano, meio diferentão devido ao ascendente em aquário e que adora conhecer novos animes, mangás, HQ's, jogos, filmes e séries, sempre se preocupando com a representatividade em todas essas mídias. Ainda não formado, mas gosta de escrever suas opiniões e se auto intitula um Nerd Fajuto por não se identificar com os padrões de muitos Nerds.

Veja Também

Diários de um Nerd | Estrela fascinante, Patrine!

Houve uma época em que tokusatsus reinaram na TV, sejam os metal-heroes (Jiban, Jaspion, Spielvan, …