Página Inicial / Resenha e Crítica / Crítica - Filme / Crítica|Doutor Estranho

Crítica|Doutor Estranho

Para quem ainda não viu o filme, leia por sua conta em risco. Esteja avisad@.

Há15 anos eu jamais imaginaria que um dia seria feito um filme do Doutor Estranho. Porque é um personagem ligado a magia e com poderes que seriam impossíveis de serem retratados na telona nas décadas anteriores. Mas a evolução tecnológica e (principalmente) um maior interesse financeiro em adaptações de HQs tornou a adaptação de Doutor Estranho possível.

O filme começa introduzindo Stephen Strange (Benedict Cumberbatch), um médico neurocirurgião talentoso e competente, mas egoísta e arrogante. Ele trabalha com outra médica cirurgiã talentos, Christine Palmer (Rachel McAdams), que parece ser muito mais de que uma simples colega de trabalho. Apesar do interesse mútuo, a relação parece não ter caminhado muito, principalmente devido ao imenso ego de Strange.

Porém após sofrer um acidente de carro, que destrói nervos e ossos de suas mãos, Dr. Strange busca desesperadamente várias formas de obter a cura e voltar a ser o importante cirurgião como antes. Com o insucesso dentro da medicina tradicional, Stephen começa a buscar meios alternativos e assim, viaja para Catmandu.

Neste lugar ele precisará abrir seus olhos e expandir sua mente, para adquirir conhecimento e poderes necessários para se tornar alguém totalmente diferente. E assim começa a saga do Mago Supremo da Marvel.

Benedict é um ótimo ator e seu desempenho é excelente como o Mago Supremo. Ele já é um grande conhecido dos nerds, afinal já viveu Sherlock Holmes (série Sherlock), Khan (Star Trek: Além da Escuridão) e Smaug (O Hobbit: Uma Jornada Inesperada), fora seus outros maravilhosos trabalhos, como O Jogo da Imitação, O Quinto Poder e A História de Stephen Hawking. Sua boa interpretação já era algo mais que esperado.

Um dos pontos fracos do filme, como em quase todos os filmes da Marvel, é o vilão. Kaecilius (Mads Mikkelsen, também de Hannibal) é um mensageiro de algo muito maior que está por vir, isso o próprio personagem deixa claro desde o começo. Mas mesmo treinando anos com a Anciã não consegue ser um adversário à altura do Doutor Estranho, algo decepcionante.

Mordo (Chiwetel Ejiofor) é um personagem acessório e com pouca importância na trama principal. Torci para uma reviravolta até o último minuto, porém ela não acontece (pelo menos não durante o filme). Esperamos ver mais do Barão poderoso num próximo filme do Doutor Estranho.

drstrange2

O filme possui efeitos especiais grandiosos que fica impossível não lembrar de A Origem de Nolan. Diferente de outros heróis da Marvel (com exceção do Thor), Doutor Estranho não ganha seus poderes após um acidente científico, mas após estudo e treinamento.

Doutor Estranho não tem a pretensão de ser um filme memorável, mas com grandes efeitos, um elenco de alto nível e momentos bem dosados de ação, humor e reflexão, conquista os espectadores, os fãs antigos e os novos que não conhecem o personagem.

Quando foi divulgada a notícia de que Doutor Estranho seria um filme totalmente diferente de qualquer outro filme da Marvel Studios e com as imagens dos primeiros trailers, tivemos a sensação de ver algo grandioso, porém é um filme introdutório de personagem, logo, o formato já conhecido está ali: Quem é o herói? Como ele ganha seus poderes? Um mal aparece. O herói vence o mal.

Além desse formato já conhecido, as piadas, como em qualquer filme Marvel, estão presentes. Apesar das histórias em quadrinhos de Doutor Estranho serem bem sóbrias e sérias, o filme coloca bastante humor para agradar o grande público. As piadas são bem dosadas, então não chegam a ser um grande problema na história.

Um dos grandes erros do filme foi a escolha do Ancião. Tilda Swinton é uma atriz fantástica (além de ativista pelos direitos dos LGBTs) e faz um ótimo trabalho no papel da mestra de Strange, mas a polêmica já foi pontuada desde as primeiras divulgações do elenco. O White-Washing é algo ainda preocupante e injustificável, apesar da tentativa de correção no desenrolar da trama, ao informar que a Anciã é Celta. O único personagem que aparenta ser asiático é Wong (Benedict Wong, excelente Khan na série Marco Polo), apesar de ser britânico. Ainda não ficou claro porque a atriz aceitou o papel, mesmo com os protestos, mas é um ponto negativo do filme.

drstrange3

Uma das coisas mais legais do filme é a fidelidade com o traje do Mago Supremo dos quadrinhos. Tudo está ali. Diferente de outros heróis, como Gavião Arqueiro, Feiticeira Escarlate, Thor e outros que tiveram seus trajes alterados para o cinema.

O filme, nos seus 115 minutos de duração, abre portas para o universo integrado da Marvel, assim como fez Guardiões da Galáxia, não mantendo as ameaças restritas apenas a Nova York. Apesar de ser um filme médio, introduz de forma satisfatória um dos personagens mais poderosos da Marvel e que será peça importante em Guerra Infinita.

drstrange4

Um pouco mais de Doutor Estranho:

– Rachel McAdams, apesar de irrelevante no filme, faz o papel da Enfermeira da Noite do universo Marvel, que auxilia os heróis feridos em combate, como Homem-Aranha, Demolidor, Punho de Ferro, Jessica Jones, etc. A personagem é vivida por três mulheres: Christine Palmer, Georgia Jenkins e Linda Carter. Elas eram conhecidas como Enfermeira da Noite ou Enfermeira Noturna (Night Nurse). No universo das séries da Netflix, a Enfermeira da Noite é Claire Temple, interpretada por Rosario Dawson, que tem um papel relevante em Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage.

drstrange5

– O símbolo na capa dos livros da Anciã, exclusivo para os Magos Supremos, é o Selo de Vishanti. Este símbolo representa os deuses do multiverso que fornecem os poderes aos Magos Supremos.

drstrange6

– Shamballa que é a senha do WiFi fornecida para Strange por Mordo, é o nome de um arco muito famoso dos quadrinhos do Doutor Estranho. Resumidamente (e superficialmente), na história Strange deveria abrir mão de coisas importantes para que a humanidade pudesse evoluir.

drstrange7

– O filme possui duas cenas pós-créditos. A primeira tem relação com o Universo expandido da Marvel, onde Thor e Loki estão à procura de Odin, desaparecido desde Thor: O reino sombrio e a segunda tem relação com o futuro do Dr. Estranho, quando Mordo finalmente mostra a face que conhecemos dos quadrinhos.

drstrange8

– É possível ver o prédio dos Vingadores em duas cenas do filme. Porém, o prédio parece intacto, por isso não temos certeza se a história mostrada do Mago Supremo se passa antes ou depois dos eventos em NY.

drstrange9

– O Manto da Levitação fornece ao seu portador a capacidade de não só levitar, mas também voar. Mas nas HQs a capa não é tão “independente” como no filme. Loki já “pegou emprestado” este artefato por um tempo.

drstrange10

– Durante o filme é revelado que o Olho de Agamotto é uma Joia do Infinito. Essa é com certeza a Joia do Tempo que permite que seu portador tenha domínio total sobre a dimensão temporal. As outras Joias que já apareceram nos filmes da Marvel foram: Joia da Mente (atualmente com Visão), Joia do Poder (atualmente com a Tropa Nova), Joia do Espaço (Thor levou para Asgard, mas não sabemos se paradeiro definitivo) e a Joia da Realidade (atualmente com o Colecionador). Ainda falta aparecer a Joia da Alma. Nas HQs, com a formação dos Illuminatis, Doutor Estranho ficou com a Joia da Alma.

drstrange11

– O filme tem muita coisa semelhante a animação Doutor Estranho (2007), com várias semelhanças nos trajes dos personagens e também no enredo.

drstrange12

– A face do vilão Dormammu é do próprio Benedict Cumberbatch. O  ator passou pelo mesmo processo para interpretar o dragão Smaug, nos filmes de O Hobbit.

drstrange13

 

Para quem ainda não viu o filme, leia por sua conta em risco. Esteja avisad@. Há15 anos eu jamais imaginaria que um dia seria feito um filme do Doutor Estranho. Porque é um personagem ligado a magia e com poderes que seriam impossíveis de serem retratados na telona nas décadas anteriores. Mas a evolução tecnológica e (principalmente) um maior interesse financeiro em adaptações de HQs tornou a adaptação de Doutor Estranho possível. O filme começa introduzindo Stephen Strange (Benedict Cumberbatch), um médico neurocirurgião talentoso e competente, mas egoísta e arrogante. Ele trabalha com outra médica cirurgiã talentos, Christine Palmer (Rachel…

Doutor Estranho

Filme

Nota

O filme, nos seus 115 minutos de duração, abre portas para o universo integrado da Marvel, assim como fez Guardiões da Galáxia, não mantendo as ameaças restritas apenas a Nova York. Apesar de ser um filme médio, introduz de forma satisfatória um dos personagens mais poderosos da Marvel e que será peça importante em Guerra Infinita.

User Rating: Be the first one !

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana. Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Crítica|Linn da Quebrada – Pajubá (2017)

Bicha, trans, preta e periférica. Nem ator, nem atriz, atroz. Bailarinx, performer e terrorista de …

  • Gostei de Doutor Estranho, mas não acho que o roteiro do filme seja bom. Na verdade, ele representa exatamente o problema com filmes de origem nesse universo. Com muita facilidade o texto caí em clichês e repetições – e convenhamos, a Marvel adora uma fórmula batida. Neste caso se não fossem os efeitos e o elenco incrível, eu não classificaria como top 10. Imagino que por isso a Marvel tenha optado pelo time que escolheu para a produção.

    Já no caso da Anciã, eu meio que compro a explicação dada pela atriz e também pelo diretor. Existe um conflito muito grande entre China e Tibet, um problema político enorme. Escalar uma atriz/ator de origem chinesa faria com que a Marvel corresse o risco de perder a fatia mais gorda do mercado internacional, a China. Então eu compreendo.

    • Michel Furquim

      Pois é Diego. O formato já conhecido dos filmes faz com Dr Estranho seja mais do mesmo, porém os efeitos especiais belíssimos e o elenco de alta qualidade faz com que ganhe umas estrelas a mais.

      Vamos ver como será Doutor Strange na relação com os Vingadores.