Página Inicial / Indicação Nerd / Indicação Nerd|Chewing Gum

Indicação Nerd|Chewing Gum

Chewing Gum conta a história de Tracey, uma mulher de 24 anos, ainda virgem e que pretende finalmente perder a sua virgindade.

Ao assistir os primeiros minutos dessa serie eu imaginei que seria mais uma daquelas histórias bobinhas, com humor bastante forçado e que acabaria se repetindo, mas Chewing Gum consegue fazer jus a fama que os britânicos têm de fazer boas comédias e que agradam as pessoas que gostam de um humor ácido e cheio de críticas que são feitas através dele.

Tracey já é uma mulher adulta, que vive num subúrbio junto com a sua irmã e a mãe extremamente evangélica, ela tem um namorado (Ronald), mas os dois nunca transaram e logo nos primeiros minutos do episódio inicial fica difícil não rir com a cena da oração, onde temos acesso aos pensamentos da protagonista, que aproveita para conversar com a audiência, assim como é feito em House of Cards.

A série tem apenas seis episódios com cerca de vinte e quatro minutos, em alguns momentos o humor realmente parece ficar muito forçado e absurdo demais, principalmente no terceiro episódio quando Tracey decide mudar de profissão. E é engraçado perceber que mesmo com poucos episódios, pareceu que esse foi necessário apenas para preencher alguma lacuna, pois depois desse momento a história parece finalmente tomar o seu rumo.

chewing-2

O que antes era só uma comedia engraçadinha e com algumas referências a Be Yonce (assista a série para entender porque o nome está escrito separado) se torna algo mais sério. Uma série de críticas a sociedade e modelos de comportamento ficam evidentes, principalmente nas ações muitas vezes inocentes da protagonista, mas é claro sem perder o bom humor e fazendo rir, mesmo ficando um pouco desconfortável com as situações apresentadas.

Algo que é importante salientar é a questão da representatividade. É importante dar visibilidade a series com protagonistas mulheres, com personagens negros, latinos etc, que são bem representados e que fogem dos estereótipos que estamos acostumados a ver. Em alguns momentos a reprodução de estereótipos me incomodou um pouco, mas como eu disse anteriormente ao final da série percebi isso como uma crítica e não como um problema.

Chewing Gum conta a história de Tracey, uma mulher de 24 anos, ainda virgem e que pretende finalmente perder a sua virgindade. Ao assistir os primeiros minutos dessa serie eu imaginei que seria mais uma daquelas histórias bobinhas, com humor bastante forçado e que acabaria se repetindo, mas Chewing Gum consegue fazer jus a fama que os britânicos têm de fazer boas comédias e que agradam as pessoas que gostam de um humor ácido e cheio de críticas que são feitas através dele. Tracey já é uma mulher adulta, que vive num subúrbio junto com a sua irmã e a…

Chewing Gum

Primeira Temporada

Nota

Chewing Gun recebe o selo de série original Netflix e eu recomendo principalmente pelo seu típico humor britânico, ácido com diversas críticas que te fazem rir e te deixam incomodados ao mesmo tempo.

User Rating: Be the first one !

Sobre Angresson da Silva

Nascido em 88, ariano, meio diferentão devido ao ascendente em aquário e que adora conhecer novos animes, mangás, HQ's, jogos, filmes e séries, sempre se preocupando com a representatividade em todas essas mídias. Ainda não formado, mas gosta de escrever suas opiniões e se auto intitula um Nerd Fajuto por não se identificar com os padrões de muitos Nerds.

Veja Também

Crítica|Cardcaptor Sakura: Clear Card Episódio 1 – Sakura e as Cartas Transparentes

18 anos depois, Sakura volta para mais uma vez encantar seus telespectadores  Sakura Card Captors, …

  • Adorei a série. Devorei em um final de semana hahahaha
    Valeu pela indicação, Angresson.

  • Gerson Arruda

    Gostei bastante da 1ª temp, é um humor nonsense, típico das séries independentes britânicas voltadas ao publico jovem. Não dá pra assistir “em família” pq é bastante explicita, tanto no vocabulário quanto em algumas cenas.
    Infelizmente saiu a 2ª temp e não está tão boa, houve uma queda brusca na qualidade do humor, sendo bem mais apelativa e menos engraçada. O destaque pra mim é a Cynthia, irmã da Tracey.