Página Inicial / Lista / Lista|10 Melhores episódios da TV em 2016

Lista|10 Melhores episódios da TV em 2016

Todo mundo ama um bom seriado, não é? Então porque não listar os 10 melhores episódios da televisão norte americana em 2016?

Todo ano sites de entretenimento lotam suas páginas iniciais com listas e especiais de retrospectiva do ano que está terminando. Conosco não seria diferente. Na verdade, um pouco diferente. A grande maioria dos portais opta por escolher entre suas melhores séries e episódios da temporada “premiada”, aqueles de produções renomadas e premiadas, mas quase ninguém se lembra da ficção cientifica, dos dramas gays e das tão questionadas séries de super-heróis.

Bom jovem padawan, não tema. Aqui no Gay Nerd Brasil existe espaço para as produções que divertem e que são apontadas por muitos como “guilty pleasure”. Aqui não tem nada de guilty e está liberado curtir série de super-herói, ou outras menos aclamadas pela gigante audiência.

Por esse motivo decidimos criar esta lista abaixo, com os dez episódios de séries da televisão norte americana, inglesa e australiana, para fechar o ano de 2016 com algumas indicações que raramente conseguem atingir o top da grande maioria – afinal, nós gays nerds jamais nos encaixaremos na maioria de nada, não é mesmo? Então aperta o cinto e vem comigo, porque o TOP 10 melhores episódios da TV em 2016 está simplesmente delicioso – ou não, vai que…

10º – The Flash: Killer Frost

The Flash não está em uma boa fase atualmente. A terceira temporada da série está pecando em vários aspectos na hora de traduzir sua história para a audiência. Com muitas pontas soltas e várias repetições de dramas batidos das duas temporadas anteriores, a série encontrou um ponto de estabilidade com o bem conduzido Killer Frost. Centralizado em Caitlin Snow e seus poderes de Nevasca, o sétimo episódio do terceiro ano de The Flash impôs um ritmo mais pessoal e longe do embate de velocistas e vilões mascarados. Por isso, Killer Frost fica com a última posição deste TOP.

9º – The Magicians: Remedial Battle Magic

Pense em uma Harry Potter para adultos. Pensou? Não, não estamos falando de Animais Fantásticos e Onde Habitam, mas sim de The Magicians, obra de Lev Grossman e adaptada para a televisão pelo canal norte americano SyFy. Em seu décimo primeiro episódio a série colocou seus personagens principais para lidar com suas próprias emoções e o resultado foi simplesmente incrível. Do desespero para a luxuria, estes adultos descobriram que com a magia não se brinca, nem mesmo enquanto estão se preparando para uma luta mortal. A batalha é aquela que guardamos dentro de nós mesmos, e nada melhor que utilizar literalmente uma garrafa para armazenar os seus conflitos. 

8º – Orphan Black: The Collapse of Nature

Orphan Black andou um pouco perdida em sua segunda e terceira temporadas. A série de ficção científica que surgiu como a promessa de revitalização do gênero, esmoreceu, mas voltou com grande estilo para sua penúltima temporada. Em seu primeiro episódio do quarto ano da série relembramos os eventos que levaram aos acontecimentos trágicos da primeira temporada, com Sarah e Beth cruzando caminhos rapidamente antes do suicídio da policial. Mas quem exatamente era Beth? E propondo a resposta para essa pergunta Orphan Black nos conduziu por uma trama bem amarrada, mostrando mais uma vez todo o potencial de sua narrativa. 

7º – Westworld: The Bicameral Mind

Westworld não é uma série fácil de acompanhar. Abarrotada de repetições e com um roteiro repleto de mistérios, a série de ficção cientifica da HBO propôs em sua primeira temporada discutir a respeito da consciência e do que nos torna humanos. Em seu último episódio, The Bicameral Mind, ela revelou sua linha do tempo – quase – mostrou o plano de Arnold e também as ramificações do parque de entretenimento, além de conectar a produção da TV a cabo ao filme homônimo, com outros mundos a serem explorados e muitas perguntas no ar. 

6º – London Spy: Lullaby

Claro que não poderíamos deixar de lado a queridinha de 2016. Tudo bem, London Spy não é realmente uma série, já que foi entregue como minissérie pelo canal britânico BBC2, mas decidimos não considerar essa regra na hora de colocá-la como parte do nosso TOP de melhores episódios. Obviamente que existiram episódios com mais força dentro da “temporada” exibida, mas o que mais me chamou a atenção foi o primeiro, Lullaby. A produção conseguiu brincar muito bem com a ideia de um espião no mundo moderno, além de apresentar de maneira brilhante seus dois personagens principais, Danny e Alex. Muito mais do que um capítulo de introdução, este foi o ponto de partida para uma história complexa, cheia de reviravoltas e muita presença onde nada realmente é o que parece ser, nem mesmo o apaixonante e perturbado Alex. 

5º – Stranger Things: The Monster

Agora que entramos nas mais “relevantes” da lista, já posso afirmar com segurança que Stranger Things sabe muito bem o que quer ser e para onde está indo. Em seu último episódio, The Monster, a pequena, mas gigante série original da Netflix, homenageou mais uma vez e de maneira brilhante os anos 80, com toda sua estética e glamour. Porém o grande destaque não ficou apenas para o competente time de atores mirins, foi em The Monster que finalmente conseguimos ter uma compreensão maior do mundo de cabeça para baixo e o seu monstro protetor, com direito a referências a Alien, Poltergeist e tantas outras maravilhas do cinema de horror imortalizado por cenas gore e trilha sonora com seus sintetizadores viciantes. 

4º – Arrow: Invasion!

Outra integrante da lista que andou meio perdida, Arrow. Em seu centésimo episódio e também parte do super crossover entre quatro séries, Invasion!, a produção do Arqueiro Verde encontrou o limite entre homenagem e novo ao entregar um episódio cheio de referências ao seus primeiros anos, além de pressionar seus atores e atrizes para as melhores cenas já entregues por esse time. Ver Oliver lutando contra seus desejos e reafirmando sua posição como super-herói foi apenas a cereja no topo do bolo deste excelente capítulo para a história da série. 

3º – Orange is the New Black: Toast Can Never be Bread Again

Emocional, enfuriante, pessoal, estas são apenas algumas palavras para descrever o último episódio da quarta temporada de Orange is The New Black. Totalmente centralizado em homenagear Poussey e reafirmar o preconceito e a violência que mulheres encarceradas sofrem, Toast Can Never be Bread Again é tocante, para dizer pouco. Enquanto alternamos entre as cenas do presente e os já característicos flashbacks, somos levados a compreender que o sistema carcerário é extremamente prejudicial, e que ao invés de reformar, destrói lentamente as esperanças e sonhos destas pessoas. E o primeiro episódio que me fez chorar em 2016 ocupa facilmente a terceira posição do nosso TOP. 

2º – Please Like Me: Souvlaki

E por falar em chorar, entra Please Like Me e sua tocante quarta temporada. Em Souvlaki seguimos Josh enquanto ele lida com o resultado do suicídio da mãe. Em seu ano de crescimento e amadurecimento, Please Like Me fez de seu texto um verdadeiro show. Emocionante e puramente engraçado, Souvlaki expôs para o jovem adulto tudo o que torna a vida adulta em algo amedrontador. A perda dos pais, a compra da casa, seu primeiro “casamento” frustrado, são apenas alguns pontos dessa dramédia perfeita criada por Josh Thomas. 

1º – Supergirl: The Adventures of Supergirl

Depois de muito provocar, Supergirl introduziu seu primo Superman. Só que a presença do primão não ofuscou de nenhuma maneira a existência de Kara Zor-El, a última filha de Krypton. Com um episódio divertido e repleto de homenagens as histórias em quadrinhos, Supergirl achou o equilíbrio perfeito entre a heroína e o herói, de maneira a não deixar com que o mais famoso super-herói conhecido roubasse o holofote da dona da série. The Adventures of Supergirl tem alma, é divertido e mostra exatamente o que Clark Kent estava precisando para voltar a ser o personagem relevante e interessante que uma vez ele já foi, ser salvo pela Supergirl. 

Menção Honrosa 1 – Invasion! (The Flash, Legends of Tomorrow & Arrow)

Não poderíamos deixar de mencionar brevemente o maior evento crossover já realizado em uma série de televisão, ou melhor, entre quatro séries do mesmo canal. Supergirl, Flash, Arrow e Legends of Tomorrow, todos unidos para enfrentar a raça de alienígenas conhecida como Dominadores, em um evento especial que definitivamente ficará para a história da CW. 

Menção Honrosa 2 – Outlander: Dragonfly In Amber

Por último, uma série que foge um pouco da proposta das anteriores, apesar de ter sua veia fantástica pulsando com cada vez mais força. Outlander é considerada por muitos uma verdadeira novela, e ela é realmente, mas o que impressiona é a força de seu roteiro e a química entre seus protagonistas. Claire e Jaime não vivem apenas um amor, eles vivem um amor capaz de sobreviver a uma guerra, manipulações políticas e até mesmo o efeito do tempo. Com Dragonfly In Amber assistimos o desfecho da temida revolução jacobita e terminamos com Claire, mais uma vez confrontando seu destino em frente a Craig Na Dun. 

E você, quais episódios você colocou em seu TOP de 2016? Conta pra gente aqui nos comentários. 

Sobre Diego Antunes

Fundador do site, também colabora com postagens para o Série Maníacos com reviews de séries. Nutre um amor incondicional pela Marvel e é leitor ferrenho dos quadrinhos da casa das idéias desde os 12 anos de idade.

Veja Também

Lista|Dia das Mulheres – 10 mulheres poderosas da ficção e do mundo real

Dia 8/03 é comemorado o dia Internacional da Mulher. Em homenagem as mulheres poderosas e empoderadas, …

  • Michel Furquim

    The Battle of the Bastards – Game Of Thrones (S06)
    Episódio 9 – American Crime (S09)
    eps2.9_pyth0n-pt2.p7z (Ep12) – Mr.Robot (S02)