Página Inicial / Animações DC / Crítica | LEGO Batman – O Filme

Crítica | LEGO Batman – O Filme

Esqueçam Ben Affleck, esqueçam Snyder, Nolan e qualquer outra produção pretensiosa do Homem-Morcego. LEGO Batman – O filme é a salvação do universo cinematográfico da DC Comics.

Durante muitos anos torci o nariz para produções que continham o predicado LEGO no nome. Sempre buscava filmes “adultos”, “sérios” e “sombrios”, como toda gótica DCnauta faz. No entanto, por uma ironia do destino, me tornei tio e assim tive que adequar séries, filmes e jogos que meu sobrinho poderia participar e assistir, e a melhor saída foram as produções da LEGO.

Assim tive contato com os jogos da LEGO com personagens da DC Comics, Marvel, Senhor dos Anéis e Star Wars. Com histórias infantis, para os pequeninos, mas sempre cheias de referências para os maiores (Coroas). Esses filmes fizeram com que meu sobrinho conhecesse o meu universo nerd, mas sem tanta violência e temas mais densos.

Quando soube do lançamento de um filme LEGO do Homem-Morcego – meu herói preferido, que fique claro – já sabia que seria algo divertido e um compromisso indispensável com meu sobrinho.

E não me decepcionei.

LEGO Batman – O filme faz com que muitos fãs saiam das salas de cinema com suas expectativas superadas, algo difícil de sentir com os últimos (e primeiros) filmes da Marvel, DC e Fox. Capitão América: Guerra Civil, Esquadrão Suicida, Batman V Superman, X-Men: Apocalipse,  Doutor Estranho foram filmes que com altas expectativas e que não cumpriram seu papel, seja pelo descaso com os fãs, seja pelo excesso de pretensão em ser um fanservice cinematográfico.

O filme do Morcego no formato LEGO traz toda a atmosfera do personagem mais icônico da DC Comics, mas de uma forma divertida e com muitas, muitas, muitas referências ao universo nerd. O filme explora de forma genial todas aquelas questões que a fanbase do Batman debate há anos, assim como as críticas feitas à algumas características do personagem.

A história começa com o “rompimento” entre o Coringa e o Batman. Nosso morcegão, com um tanquinho com 9 gominhos, deixa bem claro que não precisa de ninguém e que o Coringa não passa de mais um na vida dele. Com o coração partido, nosso palhaço arquiteta um plano para ser preso e assim mostrar para o Batman como sua vida é sem graça sem ele.

Paralelamente, conhecemos Dick Grayson, um órfão super fofinho e que busca um lar e uma família. Dick espera encontrar isso ao lado do multibilionário Bruce Wayne. Também temos Barbara Gordon, a nova comissária da polícia de Gotham que chega à cidade pronta para acabar com a criminalidade que o Batman combate há, tipo, uns 75 anos…

Temos aqui um Batman totalmente exagerado em todos os sentidos. Ele sempre trabalha sozinho e deixa isso bem claro, umas 56 vezes no filme. Ele é a noite e vive na escuridão, porque todo filme bom tem que ser assim. E ele é muito melhor que o Superman, obviamente. Além dessas, o filme traz muitas outras piadas com o Morcegão, inclusive sobre suas crises e seu eterno luto mal resolvido.

Todo mundo entra na dança. Dick Grayson é um dos melhores personagens do filme e deixa tudo mais colorido no filme (literalmente). É dele também várias citações ambíguas sobre sua relação com o Batman e sobre sua própria sexualidade, especialmente pela playlist que o menino prodígio A-DO-RA.

É muito engraçado ver também as referências a série dos anos 60, que deixou muitas crianças – inclusive meu sobrinho – com cara de interrogação, mas fez todos os adultos caírem em gargalhadas. O filme BvS também é muito citado de formas divertidíssimas. Quem conhece os filmes mais antigos e que são adorados pelo público nerd, também irá ao delírio com as porradas de referências de filmes como Gremlins, King Kong, Godzila, etc.

Impossível segurar o riso no rompimento entre Coringa e Batman ou na análise do Alfred sobre as poses do Bat nos pôsteres de seus últimos filmes. Talvez a única coisa que incomodou no filme seja o interesse de Bruce Wayne na Barbara Gordon (sempre esses dois pra gerar polêmica, né?). Poderiam ter deixado isso de lado ou colocado outra personagem como a Selina Kyle ou Talia Al Ghul

O filme abusa de outros personagens que já apareceram em produções LEGO, como O Senhor dos Anéis e Harry Potter. Inclusive, essa mistura de várias produções nerds mostram que uma história não necessita ser 100% fiel às HQs para ser boa e divertida.

Assisti a versão dublada do filme e a equipe de vozes e adaptações dos textos fizeram um ótimo trabalho. Nosso sempre fabuloso Guilherme Briggs como Superman e todos os dubladores já conhecidos pelas outras animações da DC.

A DC/Warner vive uma era de ouro nas séries para TV e um pesadelo nas adaptações cinematográficas, e talvez a saída para todos esses problemas com o universo estendido possa ser esse: voltar às origens e realizar animações para o público infanto-juvenil.

Após os clássicos com Tim Burton, os péssimos com Joel Schumacher e os ótimos com Christopher Nolan, talvez um universo menos pretensioso e que brinque mais com as histórias desses super-heróis seja um respiro para a DC no cinema.

LEGO Batman – O filme é um filme para a toda família e para todas as idades, mas que traz algumas referências para os fãs mais saudosistas. Vamos torcer para que mais filmes LEGO com outros super-heróis e outros personagens do universo nerd cheguem aos cinemas. E eu espero mais filmes assim com personagens representativos, como a Batwoman.

Confira o trailer de LEGO Batman – O Filme:

Esqueçam Ben Affleck, esqueçam Snyder, Nolan e qualquer outra produção pretensiosa do Homem-Morcego. LEGO Batman – O filme é a salvação do universo cinematográfico da DC Comics. Durante muitos anos torci o nariz para produções que continham o predicado LEGO no nome. Sempre buscava filmes “adultos”, “sérios” e “sombrios”, como toda gótica DCnauta faz. No entanto, por uma ironia do destino, me tornei tio e assim tive que adequar séries, filmes e jogos que meu sobrinho poderia participar e assistir, e a melhor saída foram as produções da LEGO. Assim tive contato com os jogos da LEGO com personagens da DC…

LEGO Batman - O Filme

Filme

Nota

LEGO Batman – O filme é um filme para a toda família e para todas as idades, mas que traz algumas referências para os fãs mais saudosistas.

User Rating: 4.5 ( 1 votes)

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana. Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Crise na Terra X – Tudo o que você precisa saber sobre o evento crossover das séries da DC

Evento contará com a presença de Supergirl, Arqueiro Verde, Flash e o time de Lendas …