Página Inicial / Indicação Nerd / Indicação Nerd|HQ – O enterro das minhas ex

Indicação Nerd|HQ – O enterro das minhas ex

A falta de representatividade LGBTQ é uma problemática constante e que já citamos aqui no GNB diversas vezes, seja nas séries, nos filmes, nos games ou nos quadrinhos. E a representatividade G continua sendo muito mais valorizada do que a dos LBT. É possível citar diversas obras e personagens gays, mas pouquíssimas lésbicas e menos ainda trans.

Nas HQs, isso não é diferente. Apesar de poucos, ainda é muito mais fácil citar personagens gays e quadrinhos que abordem relacionamentos entre homens, do que obras que tratem de relacionamentos entre meninas ou com pessoas trans. E quando encontramos uma HQ que mostre personagens lésbicas – não sexualizadas – é sempre uma agradável surpresa.

Passeando por uma livraria, procurando HQs fora do conhecido mainstream, encontrei O Enterro das Minhas Ex (L’enterrement de Mes Ex, no original), de 2016. Não se assuste pelo título um pouco mórbido, a história é super fofa e de uma sensibilidade ímpar.

O Enterro das Minhas Ex conta a história de Charlotte, desde sua infância até sua chegada na vida adulta. Charlotte parece não se encaixar em lugar nenhum e aos poucos vai descobrindo sentimentos confusos que a colocam em diversas situações, as vezes cômicas e outras vezes nada agradáveis.

A HQ é dividida em três partes, que retratam a infância, a entrada na adolescência e o fim da adolescência de Charlotte. Cada capítulo recebe o nome de uma garota que marcou sua vida e como cada uma faz parte do caminho de Charlotte até a sua vida adulta e compreensão de seus sentimentos e sua sexualidade.

Charlotte acaba se tornando a personificação do que muitos de nós LGBTQs vivemos durante a descoberta de nossa orientação e como o mundo conduz muitas de nossas atitudes frente à relacionamentos e a norma heteronormativa. O Enterro das Minhas Ex aborda de forma muito sensível como LGBTQs vivenciam descobertas, conflitos e angústias muito cedo, com o despertar de sentimentos, desejos e pensamentos que nos deslocam da maioria.

Quando passamos pelos relacionamentos – e consequentemente as desilusões – de Charlotte, fica impossível não se identificar e relembrar de nossos primeiros interesses amorosos, como aquele (a) melhor amigo (a) da escola ou aquele (a) amigo (a) que morava na mesma rua. A história também mostra a descoberta do preconceito, tanto o explícito quanto aquele velado, que nos força a tentar esconder e ajustar cada movimento ou palavra a fim de não ser apontado por ninguém. Obviamente que se tratando de descoberta, também temos as primeiras experiências sexuais de Charlotte e todos os conflitos que vivenciamos neste período.

Os mais emotivos certamente vão cair em lágrimas em algumas páginas, principalmente quando acompanhamos Charlotte conhecendo nossa sociedade cheia de intolerância e LGBTfobia. Ao mesmo tempo a história é um suspiro, quando mostra que o tempo cura qualquer ferida e que algo novo sempre está nos esperando na próxima página.

O Enterro das Minhas Ex é escrito e desenhado por Anne-Charlotte Gauthier, escritora e ilustradora francesa, e possui uma arte belíssima. A arte parece evoluir a cada capítulo, assim como a linguagem que parece se tornar mais subjetiva a cada página. As ilustrações são feitas em um tom azul, mas um azul que não transmite algo “quente” e sim algo profundo, como o oceano ou o céu. A graphic novel foi toda produzida por uma mulher, e sabendo de todos os obstáculos que artistas que não são homens encontram para publicar uma HQ, é algo que torna a história ainda mais valiosa.

A obra é curtinha, sendo devorada em poucas horas – até minutos, dependendo do leitor -, apesar de suas 160 páginas. O Enterro das Minhas Ex foi publicado no Brasil pela Editora Nemo e tem um preço razoável nas livrarias em que encontrei. Foi feita uma  versão brasileira tem uma 

Comprei esta grapic novel esperando encontrar uma obra com representatividade LGBTQ e encontrei algo muito maior e muito mais poderoso, indicada para qualquer pessoa, de qualquer orientação sexual. Aqui está uma HQ que mostra a estrada de descoberta que a vida proporciona e um grande amor. Não um amor entre duas pessoas, e sim um estado de espírito dentro de si mesmo.

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana.
Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Indicação Nerd|Série – The Good Place

Eleanor Shellstrop (Kristen Bell) sabe de três coisas: 1) Ela está morta; 2) Ela foi …