Página Inicial / Diários de um Nerd / Diários de um Nerd|Pantera Negra e a Representatividade no Cinema

Diários de um Nerd|Pantera Negra e a Representatividade no Cinema

A Marvel liberou na noite do dia 09 de Junho o primeiro teaser trailer do filme Pantera Negra, o personagem que já apareceu em Capitão América: Guerra Civil (#TeamIron/#TeamCap), foi um dos primeiros heróis negros dos quadrinhos e traz junto consigo a história de Wakanda, uma nação escondida no continente Africano e que além de ser rica em Vibranium (já que no MCU eles não podem usar a palavra Adamantium) também possui tecnologia, sociedade e estrutura muito mais avançada do que a do resto do mundo.

Infelizmente não dá para ter muitas expectativas sobre o filme, já que no teaser o que mais vemos são cenas soltas que não explicam quase nada da história. E embora eu não goste muito dessa coisa de teasers de trailers confesso que fiquei animado com o que vi. Antes preciso avisar que não li nenhum dos quadrinhos do Pantera Negra e pretendo continuar sem ler nenhum até a estréia do filme, dessa vez quero fazer um experimento pessoal que é ver um filme de Super Herói sem ter nenhuma referência das história anteriores, porém em tempos de internet é impossível não saber ao menos o mínimo sobre o personagem e do universo que o envolve. Uma das coisas que sei é que o Pantera Negra não é exatamente um Super Herói comum, mas sim o rei de Wakanda, que veste o manto do herói e que precisa ter merecido esse posto.

Segundo o produtor Nathan Moore, essa será uma história de origem diferente:

“Nós o conhecemos e seu mundo mudou. Pantera Negra [o filme] irá se passar logo depois dos eventos de [Capitão América] Guerra Civil, assim o pai de T’Challa acabou de ser assassinado, ele precisa voltar para Wakanda e precisa aprender tudo para ser tornar o próximo líder da nação”.

Saber disso é animador e é interessante perceber que esse teaser tem um tom diferente do que estamos acostumados a ver no Universo Cinematográfico da Marvel, sendo mais sério e tendo mais peso do que os dos filmes anteriores. Mas é preciso ficar alerta afinal é só um teaser então os trailers, comerciais, mais teasers e o que mais eles utilizarem como divulgação podem mostrar um tom totalmente diferente desse primeiro. E vai ser a partir desse momento que vamos começar a ter um vislumbre, se podemos esperar mais um filme que vai fazer parte da fórmula básica da Marvel e causar um efeito parecido com o Doutor Estranho, como pode ser algo novo e que destoe de maneira positiva do que temos visto nos longas da Marvel.

Mas como eu falei anteriormente é difícil especular como pode ser ou não a história a partir apenas de um teaser, porém existem alguns aspectos positivos que eu pude perceber nesse vídeo. Um dos fatos a se pontuar é que todos os integrantes do elenco principal são atores e atrizes negros (as). Eu já falei aqui algumas vezes sobre a importância da representatividade negra e o trabalho que a Marvel vem fazendo nos quadrinhos com alguns personagens como Miles Morales e a Riri Willians.

A maioria do universo dos quadrinhos mainstream é composta por homens brancos e que fazem parte do “padrão”, por isso um sorriso sempre surge no meu rosto quando vejo alguma obra que traz algum tipo de representatividade real e não aquela que estamos acostumados a ver nos estereótipos de Hollywood. Algo que também chamou a atenção, além dos atores, foram as vestimentas, armaduras e aparências dos personagens que carregam características marcantes da cultura africana.

Seria interessante ver a Marvel usando um dos seus filmes para dar mais visibilidade a toda essa cultura, mas é difícil cobrir tudo isso no espaço de tempo de um filme.

Apesar de ter em mente que a Marvel provavelmente não vai se aprofundar tanto quanto eu gostaria em alguns assuntos, espero que ao menos desperte em mim no mínimo a mesma sensação que a Mulher Maravilha. Quando finalmente fui ao cinema assistir o filme pude perceber a alegria das mulheres na sala diante dele e foi sensacional ouvir a felicidade expressa nas risadas, ao olhar para o lado percebi algumas delas com um sorriso satisfeito no rosto em diversas cenas.

Aliás não precisamos parar apenas no Pantera Negra e na Mulher Maravilha, existem diversos outros personagens que poderiam ir para as telonas e que fariam a felicidade de muitas pessoas, porém, ao menos na Marvel, esse não parece ser o plano no momento:

“Nós queremos contar as melhores histórias com os personagens mais fortemente desenvolvidos que pudermos. Nossa maior preocupação é que, ao tentar trazer mais personagens assim, acabaríamos nos apressando para entregar algo que ainda não está pronto para ser entregue, e isso ficaria aquém de nossos padrões. Então não é sobre se apressar para trazer personagens diversos, e sim sobre como encontrar meios de fazer isso do jeito certo. ”

Ao mesmo tempo em que me alegra pelo fato deles estarem preocupados em fazer as coisas do jeito certo isso também me entristece, pois faz parecer que os personagens representativos são difíceis de serem trabalhados e isso não é verdade. Por mais que eu goste que questões como racismo, LGBTfobia, machismo entre outras sejam tratadas nos filmes grandes como esses, nem sempre eles precisam ser sobre isso. As empresas precisam entender que um dos fatores mais importantes é contratar as pessoas que estão envolvidas nesse meio para fazer um filme representativo acontecer de forma leve e saudável, como é o caso da Mulher Maravilha, que foi dirigido por uma mulher e está batendo recordes de bilheteria.

E você, que personagem dos quadrinhos gostaria de ver representado nos cinemas no universo Marvel/ DC? Quais diretores/ produtores achariam interessantes para produzir um filme desses heróis? Deixe sua opinião aqui nos comentários.

Sobre Angresson da Silva

Nascido em 88, ariano, meio diferentão devido ao ascendente em aquário e que adora conhecer novos animes, mangás, HQ's, jogos, filmes e séries, sempre se preocupando com a representatividade em todas essas mídias. Ainda não formado, mas gosta de escrever suas opiniões e se auto intitula um Nerd Fajuto por não se identificar com os padrões de muitos Nerds.

Veja Também

Crítica|Star Trek Discovery 1.05 – Choose Your Pain

O “retorno” de um antigo personagem e a confirmação do primeiro casal gay de uma …

  • Alessandro Flores

    Migo o Pantera usa o Vibranium mesmo nas HQS. Tanto que o escudo do Capitão América foi feito dele. O Adamantium teve outras funções 😉

    • Opa, me confundi…rsrsrs
      Mas valeu pela correção migo.
      😉

  • Pingback: Trailer de Pantera Negra explicado – Bastidor Geek()