Página Inicial / Resenha e Crítica / Crítica - Série / Crítica|Preacher 2.06 – Sokosha

Crítica|Preacher 2.06 – Sokosha

Se tem uma coisa que esta temporada de Preacher não é, é previsível. E isso é muito bom!

Temos várias tramas em desenvolvimento, e a cada episódio temos uma nova surpresa ou uma nova reviravolta. Atualmente, acompanhamos a estadia de Eugene (Ian Colletti) no Inferno, a busca do trio principal por Deus, a fuga dos mesmos do Santo dos Assassinos, O Graal acompanhando os passos de Jesse (Dominic Cooper), e fora aqueles que estão suspensos no ar, como onde estão os anjos mortos pelo Santo? E como Jesse irá retirar Genesis de seu corpo?

São tantos acontecimentos que a cada semana fica difícil saber qual será o bloco da vez a ser explorado. Em Dallas, voltamos ao passado, e em Viktor tivemos um desvio no trajeto da busca pelo Todo Poderoso.

A abertura de Sokosha já deixa claro a imprevisibilidade do seriado. Fiquei alguns minutos me perguntando se estava vendo a série correta ou se cometi algum engano, afinal o início parece não ter nenhuma relação com Preacher. Somente após o técnico coreano (James Kyson) deixar claro que o marido do casal estaria doando 15% de sua alma é que fiquei tranquilo e tive a certeza que era a série do pastor.

Comentei na crítica de Dallas que caso a perseguição do Santo dos Assassinos continuasse no mesmo ritmo, a série teria problemas. E o roteirista Mary Laws não me decepcionou. O Santo (Graham McTavish) finalmente chega no apartamento de Denis (Ronald Guttman), onde Tulipa, Cassidy e Jesse estavam escondidos – com uma ajudinha da filha de Viktor e eliminando os vizinhos do francês – colocando o Pastor e o cowboy do Inferno frente a frente.

Desde o final da primeira temporada ficou a dúvida de como Jesse conseguiria derrotar um ser que não possui alma e por isso não poderia ser morto. A solução veio a cavalo, mas precisamente num furgão blindado da Soul Happy Go Go, onde uma alma colocaria o Santo dos Assassinos no ceú, mas também o deixaria vulnerável ao poder de Gênesis.

Algumas coisas importantes ocorreram neste episódio.

Descobrimos que Denis é filho de Cassidy (Joseph Gilgun), nos fazendo lembrar que o vampiro tagarela não é tão jovem quanto aparenta. Fora sua preocupação com a saúde do filho mostra que o personagem continua se distanciando da moral duvidosa do restante dos personagens.

Jesse perdeu 1% de sua alma e isso poderá ser relevante em acontecimentos futuros. Além disso, o pastor deixa claro seu conhecimento no comércio de almas quando visita o estabelecimento de PaPa BeBe Junior (Renell Gibbs) e, conforme ele responde a Tulipa, é devido a negócios de família. Será que agora veremos a vovó Custer?

A forma como o Pastor “se livrou” do Santo dos Assassinos é mais uma cena que reforça aquilo que já venho falando, sobre a verdadeira face de Jesse Custer. O Pastor ficou ali de pé observando o furgão afundando e com um nítido sorriso de prazer.

O Santo tocou Tulipa (Ruth Negga) neste episódio e isso parece ter afetado a moça. É bem provável que este contato faça mudanças em como nossa mercenária agirá daqui pra frente.

Sokosha retomou o ritmo dos primeiros episódios da segunda temporada, com ação e aquele frio na espinha em certos momentos, seja com a aproximação do Santo ou quando o mesmo decide cortar Tulipa devido ao fim do prazo.

Será que agora retornaremos a busca por Deus? Ou voltaremos para o Inferno, para saber como está o Cara-de-Cu? Ou O Graal irá finalmente invadir a trama e colocar Harr (Pip Torrens) contra o Pastor? Como disse no começo, Preacher é imprevisível e tudo isso pode acontecer no próximo episódio. Ou nada disso também.

E fica aqui uma imagem do elenco que esteve na San Diego Comic Con na última semana.

Se tem uma coisa que esta temporada de Preacher não é, é previsível. E isso é muito bom! Temos várias tramas em desenvolvimento, e a cada episódio temos uma nova surpresa ou uma nova reviravolta. Atualmente, acompanhamos a estadia de Eugene (Ian Colletti) no Inferno, a busca do trio principal por Deus, a fuga dos mesmos do Santo dos Assassinos, O Graal acompanhando os passos de Jesse (Dominic Cooper), e fora aqueles que estão suspensos no ar, como onde estão os anjos mortos pelo Santo? E como Jesse irá retirar Genesis de seu corpo? São tantos acontecimentos que a cada semana…

Preacher

2.06 - Sokosha

Nota

Sokosha traz um ritmo acelerado e busca encerrar a perseguição do Santo. Nossos protagonistas estão cada vez mais distantes da imagem de heróis e a série se mostra cada vez mais imprevisível.

User Rating: Be the first one !

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana.
Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Crítica|Inumanos – Primeira Temporada

A produção que havia sido anunciada como filme, chegou a telinha – e telona, com …