Página Inicial / Indicação Nerd / Indicação Nerd | Anime – Sanrio Danshi

Indicação Nerd | Anime – Sanrio Danshi

Se tem uma coisa que os japoneses sabem fazer muito bem é criar franquias para vender chaveiros, pelúcias, brinquedos, games e bugigangas pra enlouquecer (e empobrecer) qualquer otaku, nerd e geek. Pokémon, Digimon, Doraemon, Yu-Gi-Oh, Beyblade, são exemplos de mangás/animes que vieram com o objetivo, de divulgar produtos e fizeram muito sucesso. E uma nova produção veio com este intuito: Sanrio Danshi.

Criado em 2015, pela poderosa Sanrio (uma empresa japonesa dona de personagens famosos lá no Japão, talvez a mais conhecida seja a Hello Kitty), Sanrio Danshi veio com o objetivo de popularizar e divulgar mundialmente personagens como Pompompurin, Gudetama, Cocoa & Vanilla, Marumofubiyori, My Melody, Bonbonribbon, Hello Kitty, etc. Mas o anime, lançado em Janeiro de 2018, tem algumas coisas bem legais que pode agradar muita gente, principalmente fãs de Yaoi e gays nerds.

Estes personagens fofinhos da Sanrio são muito populares entre crianças e meninas lá no Japão, mas não tanto entre meninos, afinal, assim como em qualquer lugar do mundo, as pessoas ainda dividem praticamente tudo de forma binária, como sendo “coisas de menino” e “coisas de menina”.

E Sanrio Danshi (traduzindo ao pé da letra seria algo como Garotos Sanrio) conta as desventuras dos rapazes que gostam destes personagens fofinhos e como isso influencia na vida social deles, tudo de forma divertida e bem despretensiosa.

O protagonista é Kouta, um estudante do segundo ano e completamente “normal”, como ele mesmo se define. O colegial passa completamente despercebido por onde passa, pois é um típico estudante japonês, até o dia em que cruza o caminho de Yuu e Shushu.

Kouta é um rapaz que gosta muito do Pompompurin (Purin-Chan), um cãozinho Golden Retriever super fofo da Sanrio, mas que morre de vergonha de assumir isso na escola ou para as outras pessoas, devido chacotas e piadinhas que já sofreu por outros meninos no passado. Por isso, ele mantém seu gosto “peculiar” em segredo, até o dia em que descobre que Yuu e Shushu gostam dos personagens da Sanrio e não tem vergonha de falar isso.

Yuu se comporta e se veste bem diferente do nosso protagonista. Enquanto Kouta morre de vergonha de que alguém o veja como “pouco masculino” devido seus interesses, Yuu não tem a menor preocupação do que os outros vão achar por ele gostar dos bichinhos da Sanrio. E indo mais além, o moço ainda utiliza alguns acessórios “femininos”, algo que o faz ser bem popular até mesmo entre as meninas. Yuu apesar de ser considerado “pouco masculino”, joga muito bem futebol, melhor até que Kouta.

Shunsuke já é aquele personagem estilo Seme, que parece distante e durão, mas demonstra ser super protetor com Yuu. E fica subentendido que rola algo a mais entre os dois, afinal eles dormem no mesmo apartamento, além de Yuu ter em seu chaveiro uma foto com Shunsu.

Além deste dois também temos o presidente do conselho, Seiichiro, que deixa todos os garotos encabulados com seu olhar e porte físico. Ele é admirado por Ryo, um outro rapaz que fará parte da equipe dos meninos Sanrio.

A trama envolvendo o protagonista, que está aprendendo a assumir aquilo que lhe faz feliz, apesar do possível preconceito que pode sofrer, é algo bem parecido com o que acontece com meninos gays que estão no processo de aceitação, né? Parece até uma metáfora sobre se “assumir” e aceitar que o mundo binário é algo ultrapassado, e que ser homem ou mulher nada tem a ver com aquilo que gostamos ou como nos vestimos.

O anime pode ser considerado um shonen-ai, ou seja, quando o anime ou o mangá sugere relacionamento entre garotos, mas nada explícito. Vamos aguardar o desenrolar do anime pra ver se isso irá além do subentendido e faz a felicidade dos fãs de Yaoi.

Sanrio Danshi já teve 4 edições do mangá publicado lá no Japão e o anime está no terceiro episódio. No Brasil é possível acompanhar o anime através do serviço de streaming Crunchyroll.

Sobre Michel Furquim

Psicólogo, pós-graduando em Sexualidade Humana. Curioso e pesquisador nas áreas de sexualidade e relacionamentos. Aficionado pelo universo nerd, em especial HQs e Mangás.

Veja Também

Indicação Nerd | Livro – Mercúrio Cromo

Quando falamos de arte, desenho e ilustração a grande maioria têm o nome de artistas …